REUTERS/Jorge Silva (VENEZUELA)
REUTERS/Jorge Silva (VENEZUELA)

A emenda constitucional que Hugo Chávez, 54, queria aprovar desde 2007 foi aprovada ontem. A tal emenda elimina o limite de mandato para a reeleição de cargos eletivos, ou seja, o presidente venezuelano poderá se reeleger eternamente.

 

Tá, talvez não eternamente, mas, nos planos de Chávez, pelo menos até 2039, diferente do que dizia antes, que era se manter no poder até 2019.

No poder há mais de 10 anos, o presidente da Venezuela já participou de várias situações um tanto quanto ‘diferentes’.

Como nesse documentário chamado “A Revolução não será televisionada” que, na minha opinião, é muito bom para ver como a mídia pode influenciar em um país e no mundo.

*Obs: O vídeo possui 10 partes, essa é apenas a primeira.