O primeiro debate do segundo turno aconteceu ontem, mas não é sobre ele que quero falar. Hoje, enquanto eu ouvia rádio, conheci o “programa” que repassa as propostas dos candidatos à prefeitura.

Mal começou o primeiro, que começou muito mal, teatralmente, besta e tentando se “sintonizar” com a grande massa, e a informação passada era a de que o candidato havia vencido o debate. Até aí tudo bem, pontos de vista são pontos de vista. De repente, começa o do adversário, e, surpresa! Ele também ganhou o debate do dia anterior.

Chega a ser patético como os políticos, seus partidos e aliados se comportam. A vida dos paulistanos tratada como um jogo de “monopólio”, o que vale é falir o adversário, ou seria o povo?. Bom, a batata quente vai “queimar” logo, espero que os cidadãos fiquem mais atentos, porque a base da política somos nós, né?