O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cancelou a missão de apoio a obras de infra-estrutura no Equador, depois da decisão do presidente Refael Correa de expulsar a construtora Norberto Odebrecht do país, que aconteceriam no próximo dia 15.

O Itamaraty postou uma nota em que diz adiar a missão por causa das ações do país. O presidente equatoriano havia acertado, no dia 30 de setembro, que negociaria com a empresa, facilitando o diálogo com o governo brasileiro.

Fonte: FolhaSP

Leia o que já foi escrito sobre a Odebrecht.